loader
guia de vinhos

Guia de vinhos: a bebida perfeita para cada prato de peixe 25 de abril de 2016

Se o mar dos pescados é vasto, no universo dos vinhos, o céu é o limite e costuma atrair aficionados.

Unindo esses dois mundos que, inclusive, casam muito bem, entrevistamos a jornalista e blogueira de gastronomia Luciana Mastrorosa (lumastrorosa.com.br), sobre o que deve se levar em conta na hora da harmonização.

Mas se taninos, sabores residuais, grand cru e assemblage não fazem parte do seu vocabulário, Luciana nos abasteceu com um guia mais “mastigadinho” sobre o tipo de vinho ideal para cada modo de preparo/tipo de peixe. De quebra, ela ainda indica rótulos versáteis, que combinam com praticamente todos os pescados, para quem não quer errar no acompanhamento do prato.

Rótulos que vão bem com pescados em geral

Sauvignon Blanc
Cloudy Bay Sauvignon Blanc, Nova Zelândia

Chardonnay
Redwood Creek Chardonnay, EUA (Califórnia);
Luigi Bosca Finca La Linda Chardonnay Unoaked 2014 (Argentina)

Espumante
Espumante Cave Geisse Brut (Brasil)

Vinho Verde
Anselmo Mendes Muros Antigos Escolha (Portugal)

Pinot Noir
Cono Sur Bicicleta Pinot Noir (Chile)

Pratos x vinhos

Saint-peter e linguado
Peixes delicados, preparados ao forno com legumes ou em papillote, combinam com brancos leves, como Sauvignon Blanc e Chardonnay sem madeira.

Se levarem molhos untuosos, à base de manteiga ou creme de leite, um Chardonnay envelhecido em carvalho funciona melhor.

Salmão
Quando feito ao forno ou na brasa, combina com brancos encorpados ou com tintos leves, como os elaborados com as uvas Gamay ou Pinot Noir, naturalmente com taninos mais delicados. Se o salmão for suavemente defumado, o branco Riesling é um bom par, assim como os champanhes franceses e o Gewurztraminer, que é bastante perfumado.

Se for servido cru, em sashimi ou como tartare, um espumante seco cai bem, assim como um vinho branco elaborado com a uva Sauvignon Blanc, que tem uma acidez muito agradável.

Bacalhau
É um peixe pobre em gordura, mas geralmente os pratos que levam esse pescado são feitos com bastante azeite, e isso deve ser considerado. Além disso, o teor de sal dessas receitas costuma ser bem marcado. Uma bacalhoada com pimentões, azeitonas, batatas e muito azeite pede brancos encorpados, como os Chardonnays que passam por madeira.

Mas os portugueses adoram combinar seus pratos de bacalhau com tintos de boa acidez e taninos suaves, é um costume comum por lá. Só evitam os tintos muito encorpados, com taninos pronunciados, que podem trazer um sabor metálico desagradável.

Caldeirada, peixes ensopados e paella
Ficam interessantes com vinhos rosés, especialmente os da região de Provence, na França, pois tendem a ser mais condimentados. Uma moqueca bem temperada e apimentada pode ser valorizada pelos espumantes, pois sua acidez e borbulhas refrescam o paladar.

Sardinha e cavalinha
Têm alto teor de gordura, e combinam com brancos com acidez marcada. Neste caso, o Vinho Verde branco português é par perfeito, especialmente com esses pescados fritos ou na brasa.

Sushi e sashimi
Harmonizam com espumantes e também com brancos leves, como os portugueses feitos com Alvarinho e os Vinhos Verdes brancos.

Premier Pescados

Premier Pescados

Os melhores pescados para o seu restaurante e para a sua casa.

12 # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # # #

Deixe uma resposta

Abrir Conversa
Olá,
Como posso te ajudar?
Powered by