loader
Precisamos consumir mais peixe

Precisamos consumir mais peixe 1 de setembro de 2015

O Brasil é conhecido, entre nós e pelo mundo, como o país do futebol, do samba, um país tropical e de belezas naturais abundantes, com praias paradisíacas. Se analisarmos esse recorte em números, temos 8,5km de costa marítima, temos 13,7% do total da reserva de água doce disponível no mundo e 10 milhões de hectares de lâmina d’água em propriedades particulares e reservatórios de usinas hidrelétricas (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura – FAO no Brasil). E onde há praias paradisíacas, há pescados monumentais, deliciosos, frescos, abundantes. E onde há pescados com fartura, há consumo farto. Mas, não. Não em um país com este cenário, veja só. Já estivemos mais longe, mas ainda estamos fora do consumo de peixes recomendado pela OMS: pelo menos 12kg de peixe por habitante ao ano. Precisamos, portanto, consumir mais peixe.

Nos últimos dez anos, esse consumo de peixes e frutos do mar aumentou, chegando a 6kg por pessoa em 2005 e pulando para quase 10kg – exatos 9,9kg – por pessoa em 2014, sendo o Amazonas o Estado com maior consumo. Na década seguinte, o relatório 2015 das Perspectivas Agrícolas, publicado pela FAO, prevê uma expansão do consumo per capita de peixe para 12,7kg/p em 2024, o que representa um aumento de 30% da média entre os anos de 2012 e 2014.

Nossos hábitos se voltam para mar no verão, quando viajamos à praia (se habitamos longe dela), e, sobretudo, na Semana Santa. Mas consumir pescados assim como consumimos a dupla arroz-com-feijão é um hábito que só nos traz benefícios – claro, se também cumprirmos os requisitos básicos de conservação e consumo corretos desse alimento.

  1. Pescados são fonte de nutrientes essenciais para o organismo, como vitaminas, minerais e ácidos graxos e estão associados à redução do risco de doenças cardiovasculares;
  2. Entre os complexos vitamínicos encontrados nos peixes estão o zinco, fósforo, ferro, cálcio e até o iodo, para pescados de origem marinha, além do complexo B;
  3. Gordura boa, os ácidos graxos poliinsaturados, como o famoso ômega-3, estão presentes em peixes de águas profundas e frias, como salmão, sardinha, cavala, arenque e atum.

Aproveite e eleja um dia da semana para comer um peixinho. Só vai te fazer bem.  🙂

 

 

Premier Pescados

Premier Pescados

Os melhores pescados para o seu restaurante e para a sua casa.

0 # # # # # # # # # # # # # # # #

Deixe uma resposta

Abrir Conversa
Olá,
Como posso te ajudar?
Powered by