loader

Varie os ingredientes do camarão na moranga 19 de dezembro de 2016

O camarão na moranga é nossa aposta de prato principal para tornar as celebrações de fim de ano uma ceia mais tropical e brasileira. Abóboras, crustáceos e cremes de queijo são os elementos principais dessa receita, que pode ser preparada com algumas variações de ingredientes.

1 – Você pode substituir a moranga pela abóbora japonesa

A moranga, uma das espécies de abóbora, possui casca lisa, é arredondada e um pouco achatada, com vários gomos. Sua polpa é o que a faz ser preferida na receita, pois mistura muito bem, é macia e rende um bom creme. Já a japonesa também é arredondada com gomos, como a moranga, mas tem casca verde-escura e interior alaranjado. É mais consistente e menos úmida. Para quem gosta de um sabor um pouco mais adocicado e consistente, ela é ideal.

2 – Escolha seu camarão preferido

Tradicionalmente a receita é preparada com o camarão sete barbas. O gosto marcante dessa espécie é sempre muito querido no preparo de cremes e molhos. Além disso, o seu tamanho médio vai muito bem na apresentação do prato. Na hora de escolher, basta lembrar de um elemento fundamental quando o assunto é crustáceo: quanto menor a espécie, mais concentrado é seu sabor. Ou, se você quiser, por exemplo, tornar a receita um pouco mais adocicada, nossa dica é preparar a receita com camarão rosa.

3 – Varie no preparo do molho

Tradicionalmente, além dos temperos, a receita leva um queijo cremoso no preparo com a polpa da abóbora, podendo ser usado o requeijão comum ou o requeijão do tipo Catupiry. O requeijão comum possui um sabor suave e, quando preparado de forma caseira, leva massa de queijo ou ricota, creme de leite, amido, sal e manteiga. Nos supermercados, encontramos muitas marcas na forma cremosa, mas também na versão de corte, uma espécie de requeijão em peça, com um sabor um pouco mais intenso. Já o Catupiry, diferentemente do requeijão, é mais pastoso e, por conter mais gordura, é bem consistente e possui um sabor mais marcante. Pense nas características dos dois tipos para escolher sua opção.

4 – Use o nome de sua preferência

A diversidade desse fruto é tão grande que, de Norte a Sul do Brasil, existem maneiras diferentes de chamá-lo. No sul, Sudeste e Centro-Oeste do País, o chamam de abóbora, já nas regiões Norte e Nordeste, é chamada de jerimum. A maneira como você vai dar nome a ele também vai do gosto! 😉

Premier Pescados

Premier Pescados

Os melhores pescados para o seu restaurante e para a sua casa.

0

Deixe uma resposta

Abrir Conversa
Olá,
Como posso te ajudar?
Powered by